Capelania Hospitalar INTER FÉ

Pré-inscrição

Preencha o formulário para realizar sua pré-inscrição.

Apresentação

Nossa Pós-Graduação em Capelania Hospitalar INTER FÉ propõe a formação de profissionais aptos a exercer a Capelania Hospitalar, com um olhar INTER FÉ, não confessional; que seja capaz de dar suporte espiritual a todos os pacientes encontrados em nossos serviços de saúde, independentemente de sua vinculação espiritual/religiosa, com a titulação de especialista na área, em Pós-Graduação oficial, com o estabelecimento de um padrão para este profissional que hoje atua, no Brasil, a maior parte das vezes com extrema boa vontade, mas sem formação para a função, seguindo Legislação Vigente: Constituição Federal de 1988 – Art. 5º/Inciso VII, onde se assegura, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva e Lei nº 9982/2000, que dispõe sobre a prestação de assistência religiosa nas entidades religiosas públicas e privadas. Nasce no contexto do trabalho que vem sendo realizado pelo grupo COALIZÃO INTER FÉ EM SAÚDE E ESPIRITUALIDADE, desde 2015, que vem construindo em um grupo representativo e rico de tradições religiosas essa “Cultura INTER FÉ”, que é o modelo no qual membros de diferentes tradições religiosas se colocam em profundo e profícuo diálogo, a partir de suas tradições e práticas, buscando verdades comuns entre os vários sistemas de crença. É uma atividade interativa colaborativa. Honra a sabedoria comum das diversas tradições religiosas e perspectivas espirituais. Integra, sempre que possível, os diversos conhecimentos de forma coordenada, buscando atender e dar suporte às necessidades daqueles que os buscam. 

Público Alvo

Graduados em ensino superior em qualquer área, profissionais, professores e pesquisadores das referidas áreas, a partir dos seguintes perfis:

1) Capelães, ministros religiosos da comunidade, voluntários leigos treinados, entre outros, que já atuem com apoio espiritual ou religioso a pessoas internadas, mas não possuam formação acadêmica na área.

2) Profissionais de Saúde, assistência clínica (médicos, enfermeiros, psicólogos, entre outros);

3) Professores de Faculdades da Área de Saúde;

4) Líderes de todas as confissões religiosas;

5) Profissionais de Gestão de Qualidade de Serviços de Saúde, atendimento multiprofissional ao paciente (assistentes sociais, gestores hospitalares, entre outros);

6) Profissionais que trabalham com o conceito de “Experiência do Paciente”, em serviços de saúde;

7) Bacharéis em Teologia.

Todos deverão encaminhar currículo para análise, com Carta de Intenções, justificando interesse no curso.

Áreas de atuação

Curso inédito no país, segue tendência internacional, em que, em vários países da Europa e na América do Norte exige-se um Curso de Pós-Graduação para a atuação em Capelania em Serviços de Saúde, por questão de Competência Cultural e Segurança na abordagem dos pacientes, INTER FÉ, sem vinculação confessional.

Metodologia

Divididas em 3 semestres, 28 Encontros em 2 sábados/mês, das 08h às 18h, com atividades complementares em EAD após cada Encontro Presencial, com dinâmicas variadas de vivências, rodas de conversa, aulas expositivas, seminários dialogados, práticas.

Conteúdo

1. DIÁLOGO INTERRELIGIOSO: Princípios Gerais do Diálogo, experiências, estado atual no Brasil e no mundo; Casa da Reconciliação – história e seu trabalho no diálogo; nascimento do COALIZÃO INTER FÉ: história, objetivos, ideais;

2. Conceito em apoio religioso a pacientes internados; peculiaridades destas pessoas;

3. Legislação sobre Capelania;

4. O que se espera do Capelão – Motivação, atitudes a evitar;

5. Experiências de Capelania;

6. O paciente e a doença;

7. Relação Espiritualidade e Saúde: conceito de espiritualidade, religião e religiosidade; conhecimento da importância da religiosidade na compreensão e enfrentamento das crises vitais para fortalecimento individual; relação do homem com o meio; a espiritualidade como instância constitutiva do ser humano; desenvolvimento de mecanismos de respeito e tolerância para com o paciente, visto como ser integral e autônomo;

8. Valorização das histórias de vida, ciclos vitais, biografia, crenças, desejos, intenções;

9. Modelo Bio-Psico-Social-Espiritual do Processo Saúde/Doença;

10. Tratamento, Cura;

11. Enfrentamento Religioso-Espiritual;

12. O Ambiente Hospitalar: Biossegurança, UTI, Isolamento, Segurança do Paciente;

13. Valores Religiosos Universais no Âmbito da Saúde;

14. Ação INTER FÉ – a prática da visitação;

15. Público Alvo da Capelania: paciente, familiares, profissionais de saúde;

16. Formas de Assistência: visitação individual, atividades coletivas, aplicativos, sites, páginas em redes sociais?

17. As Grandes Religiões: visões sobre nascimento e morte, rituais ligados ao processo saúde-doença;

18. Rotinas de Assistência Espiritual: antes, durante, depois;

19. Situações especiais: pediatria, geriatria, psiquiatria, cuidados paliativos (peri-óbito, ortotanásia, testamento vital...);

20. Dificuldades na prática;

21. Missão em Saúde;

22. Questões Éticas na prática da Capelania;

23. Multidimensionalidade do cuidar, da saúde e da doença;

24. Metodologia de Pesquisa em Capelania Hospitalar I (elaboração de projeto de pesquisa);

25. Metodologia de Pesquisa em Capelania Hospitalar II (elaboração de artigo);

26. Fraternidade em Saúde, ambiente terapêutico ou não, “currículo oculto” das Instituições;

27. Anamnese espiritual e escuta terapêutica;

28. Vivências INTER FÉ em Saúde e espiritualidade;

29. O papel do Capelão na equipe multidisciplinar;

30. Cuidados Psicológicos e Espirituais – Integração – pontos de complementariedade e intersecção;

31. Etapas do Processo de Morte (revolta, agonia, autojulgamento, entrega): parceria entre a psicologia e a espiritualidade;

32. Sentido do Sofrimento Humano nas diversas religiões.

33. Associação entre bem-estar religioso-espiritual e saúde física e mental

34. Expressões religiosas e não-religiosas da espiritualidade

35. O cuidado da saúde - dimensões física, mental, social e espiritual

36. Dimensão espiritual do cuidar - definição e importância

37. O bem-estar religioso-espiritual em momentos de fragilidade como internação

38. Impactos negativos da doença, da incapacidade e da perspectiva da morte

39. Impactos positivos do apoio religioso-espiritual na internação

40. Papel do hospital para atender as necessidades espirituais do paciente

41. Humanização da experiência hospitalar - cuidado centrado no paciente

42. Formas de apoio espiritual:

a. - Denominação religiosa X ecumênico X INTER FÉ

b. - Ministros religiosos X voluntários treinados

c. - Capelães da instituição X visitadores externos

d. - Visitas externas ocasionais X regulares 

43. Barreiras: experiências negativas no passado; temor de dano à rotina clínica

44. Limitações de visita desconectada do contexto hospitalar por ministros da comunidade

45. A troca de experiências e de competências: caminho para superar obstáculos atuais

46. As religiões e as tradições de fé com valores éticos universais

47. Formas para aprimorar a aplicação clínica da interface saúde-espiritualidade

48. Ações de instituições de saúde, de congregações religiosas e de agências governamentais

Calendário

Confira a programação de datas para realização das aulas;

Dúvidas? 

​Novo WhatsApp Faculdade Santa Marcelina¹: (11) 98207-1806.

Contato Telefônico¹: (11) 3824-5800

Ou nos envie um e-mail em nosso FALE CONOSCO¹!

¹Atendimento realizado de segunda-feira a quinta-feira, das 8h às 18h / às sextas-feiras, das 8h às 17h.

Aproveite e clique aqui para agendar a sua Visita Monitorada!

Inscreva-se agora mesmo

Quer saber mais?


Duração

17 meses


Horários

2 encontros mensais aos sábados, 08h às 18h


Valor

17x R$602,00


Unidade

Itaquera - SP
(11) 2217-9110

Coordenador

  • PAULO CELSO NOGUEIRA FONTÃO
    Professor