Páscoa
2020



O fluir implacável do tempo nos traz mais uma vez a Semana Santa.

Vivemos uma quaresma única, cumprindo uma severa quarentena, acuados pela ameaça de contágio do Covid -19.

Na vivência da quaresma somos convidados a livremente buscar a saúde de nosso espírito, de nossa alma, para que a graça e a paz de Cristo ressuscitado crie raízes em nosso coração e a vida divina sustente nossa passagem por este mundo.

Na experiência da quarentena, fomos forçados a proteger nosso corpo da invasão de um vírus que destrói nossa vida humana.

Que Páscoa está diante de nós nesse 2020?!

A realidade existencial que a humanidade vive hoje necessariamente nos coloca perguntas fundamentais, na busca de respostas decisivas.

As perguntas brotam do profundo de nosso coração um tanto angustiado e de nossa mente perplexa. As respostas igualmente as encontraremos no mais íntimo de nós mesmos onde, seja qual for nossa crença, Deus nos fala e nos responde.

Bem simplesmente: não seria um necessário e seguro caminho interior a ser percorrido, impregnar de quaresma nossa quarentena? Enxertar nossa frágil vida terrena na vida divina e aí encontrarmos força, sentido para a dor, a perda, o sofrimento. Melhor, encontrarmo-nos com o Senhor da vida que dá sentido a toda a realidade que tece a vida humana?

Nesse terreno fértil de quaresma fecundando a quarentena, mergulhemos fundo na existência humana e acolhamos, na nossa radical impotência, a humildade que deve sustentar nossa humanidade.

Nesta Páscoa Deus nos chama a fazermos uma decisiva passagem do circunstancial para o essencial. Do que passa para o que permanece. Do efêmero para o Eterno. Do finito para o Infinito.

Afinal, nossa prepotência, nosso egoísmo, nossa autossuficiência, nosso orgulho, foram quebrados por um invisível vírus. Esse nos igualou, nos irmanou.

Como humanos já prevemos, vemos, sentimos um crescer em humanidade, em solidariedade, em sensibilidade. Estamos nos convencendo que precisamos uns dos outros. Pessoas arriscam e doam a própria vida para salvar outras vidas. Tantas oferecem seus bens, seus dons, seu tempo! O mundo agradece comovido.  Deus as recompense. É o Mistério Pascal de Cristo iluminando a nossa Páscoa.

A Paixão de Cristo Redentor se completa na Ressurreição. A paixão que estamos vivendo hoje desembocará numa ressurreição do nosso humano pessoal e social.

Mesmo em meio às incertezas que nos envolvem, abracemos a Esperança e a Paz que a presença e o amor de Cristo Ressuscitado nos oferecem.

Deixemo-nos abraçar pelo Cristo Redentor e nEle, com Ele, por Ele, sintamo-nos fortes, abençoados, intimamente seguros e, não obstante caia a noite em nossos caminhos, olhemos para um novo amanhecer sobre o mundo, envolvidos por sua graça e seu amor.

Que a Páscoa de Cristo, celebrada no templo de nossos lares, nos faça felizes!

Oração e abraço carinhoso.

 

Irmã Marinez

Superiora Regional Brasil, Presidencidente na Associação Santa Marcelina