IV
ENCONTRO NACIONAL DE PROFISSIONAIS DA VOZ CANTADA



Nossa Pós-Graduação em Pedagogia Vocal realizará no dia 18/12/2021, das 09h às 18h30, o IV Encontro Nacional de Profissionais da Voz Cantada.

Nesta edição, a quarta produzida em nossa faculdade, além das já tradicionais mesas redondas, será realizada a Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso da Turma 1 da Pós-Graduação em Pedagogia Vocal.

O evento reunirá os profissionais da voz cantada para refletir sobre pedagogia vocal, cultura e sociedade, num cenário em que o canto representa histórias e identidades, e onde a tecnologia vai imprimindo suas marcas no modo de criar e cantar.

O evento é gratuito e será realizado através da Plataforma Zoom.

Confira a programação, clique aqui e faça a sua inscrição. Vagas limitadas!

 

09h às 12h30 - Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso da Turma 1

Mini-simpósio das pesquisas empreendidas durante o curso nas áreas da pedagogia de expressão e técnica, compreendendo aspectos como o canto coral, a fisiologia da voz aplicada à prática, o condicionamento vocal, concepções de ensino, corpo e performance, percepção vocal, entre outros.

 

14h às 16h - Mesa Redonda: “Ancestralidade e identidade: reflexões sobre diferentes trajetórias vocais e sua influência no manejo da voz”, com Letícia Bertelli, Eva Dantas, Luciana Souza e Mediação de Andréa Dutra.

Reflexão e troca de experiências sobre ancestralidades escolhidas e identidades, e suas influências sobre o uso da voz.

 

16h30 às 18h30 - Mesa Redonda: “A influência da tecnologia sobre a técnica e a expressão do canto contemporâneo", com Sergio Molina, Felipe Abreu, Enrico de Paoli,  Sandra-X e Mediação de Vera Medina.

 

Conheça os Participantes

“Ancestralidade e identidade: reflexões sobre diferentes trajetórias vocais e sua influência no manejo da voz”

Letícia Bertelli

Doutoranda e Mestra em musicologia pela ECA - USP, com orientação de Ivan Vilela. Pós-graduada em canto – música antiga, pela Staatliche Hochschule für Musik Trossingen – Alemanha e bacharel em canto pela UEMG. Dedica-se ao estudo da música histórica, com ênfase para a música barroca e repertórios de tradição oral. Foi membro do grupo Camerata Athaíde, com quem participou da mostra Sonora Brasil em 2004. Junto com Marcela Bertelli, fundou em 2012 o grupo Ilumiara, que alia performance e pesquisa em música. É membro do Coral Lírico de Minas Gerais desde 2004.

Além de cantora, colabora em diversos projetos musicais tais como a produção de óperas, concertos e festivais de música e produção discos, materiais didáticos e livros, tendo integrado a equipe de transcrição da publicação "Elomar - Cancioneiro", lançada em 2009. Membro da comissão que promoveu a Semana de Música Antiga da UFMG em todas as suas edições (2007 a 2013). Junto com o músico e pesquisador Daniel Magalhães, idealizou e realiza desde 2016 o Encontro de flautas do Jequitinhonha.

Com o conjunto Atempo (Rio de Janeiro), gravou o CD Estilo novo, nova arte - polifonia de Florença e Verona no século XIV. Com o Ilumiara participou da mostra Sonora Brasil biênio 2015/2016 e gravou o CD Ilumiara, cantos de trabalho.

Eva Dantas

Cantora, compositora e arte-educadora. Nascida no sertão da Paraíba e radicada no bairro do Capão Redondo – SP, identifica-se como mulher trans. Tem graduação em Jornalismo e pós-graduação em Canção Popular.

É formada em Canto Popular pela EMESP – Tom Jobim e pela Escola do Auditório Ibirapuera, onde é professora de canto popular brasileiro desde 2015. Também é professora formada nos 3 ciclos do curso de pedagogia vocal Somatic Voicework de Jeanie Lovetri. Foi coralista no Coral Jovem do Estado de São Paulo por 4 anos e integra o Grupo Vocal Seis Canta desde 2012.  

Desde 2017 vem construindo carreira solo, primeiro, com o web-álbum “Evi Hadu” e atualmente se prepara para lançar seu primeiro álbum de estúdio, com o nome artístico “Eva Treva”.

Luciana Souza

Luciana Souza, vocalista premiada com o Grammy award, é uma das principais cantoras e intérpretes de jazz. Apresentou-se e gravou com Herbie Hancock, Paul Simon, James Taylor, Bobby McFerrin, Maria Schneider, Danilo Perez, Guillermo Klein, John Patitucci e muitos outros. Ela foi solista de destaque em importantes novas obras de compositores como Osvaldo Golijov, Derek Bermel, Patrick Zimmerli, Rachel Grimes, Angelica Negron, Shara Nova, Caroline Shaw e Sarah Kirkland Snider, atuando com a Filarmônica de Nova York, a Sinfonia de Atlanta, a Los Angeles Philharmonic, a Los Angeles Chamber Orchestra, a American Composers Orchestra, o Los Angeles Guitar Quartet e A Far Cry.

A Sra. Souza tem lançado gravações célebres desde 2002 - incluindo seus seis discos indicados ao Grammy.  

Começou sua carreira aos três anos com um comercial de rádio. Foi docente na Berklee College of Music por 4 anos, onde se formou em Composição de Jazz. É Mestre em Estudos de Jazz pelo New England Conservatory of Music e lecionou por quatro anos na Manhattan School of Music. Foi eleita duas vezes a Melhor Cantora Feminina de Jazz pela Jazz Journalists Association, em 2005 e 2013.

Sergio Molina

Sergio Molina é compositor, doutor em música pela USP, autor de Música de Montagem (É Realizações 2017 e coordenador da área da Música na Faculdade Santa Marcelina.

Lançou, em 2004, o CD “Planos opostos”, com destaque para suas composições “Quem será que eu sou?” (c/ Kleber Albuquerque), vencedora do I Festival Latino-Americano da Canção Via Internet - Mp3 Clube (2000), e “Grão de ar” (c/ Mônica Udler). Também no repertório, suas canções “Poema ruim” (c/ Lílian Jacoto), “Psiu” (c/ Kleber Albuquerque), “Cristal” (sobre poema do alemão Paulo Celan) e “Noturno”. O disco contou com a participação de Ná Ozzetti, Maurício Pereira, André Mehmari, Miriam Maria, Ivan Vilela e Simone Soul.

Vem assinando composições e arranjos na linguagem erudita, com peças escritas para o Quarteto Quaternaglia de Violões, o Quarteto de Cordas de Brasília e o Vocal Vésper, executadas em Belém, Rio de Janeiro, Brasília e até Dallas.

Felipe Abreu

Professor de canto popular desde 1988, atuou como preparador vocal de artistas de diversos estilos e gerações, como Frejat, Roberta Sá, Simone, Adriana Calcanhotto, Fernanda Abreu, Zeca Pagodinho, Sandy & Junior, Chitãozinho & Xororó, Leo Jaime, Diogo Nogueira, Claudia Leitte, Toni Garrido, Fabiana Cozza, Moyseis Marques, Pedro Luís, D’Black, Vanessa da Matta, entre outros. Professor de canto das duas primeiras temporadas do “Fama”, primeiro reality show de canto da TV brasileira. Co-fundador da Associação Brasileira de Canto e do GEV-RJ (Grupo de Estudos da Voz do RJ). Fez a direção/preparação vocal em mais de 100 CDs e DVDs, no Brasil e no exterior.

Enrico de Paoli

Enrico De Paoli é engenheiro de música formado na Grove School of Music (Van Nuys, California - 1991) em Engenharia de Gravação e Música, e no Musicians Institute of Technology (Hollywood, California - 1993) em Teclados e Programações.

Começou a carreira cedo nos Estados Unidos, onde gravou com artistas como Ray Charles (my world), Aaron Neville (the grand tour), e Alexander O’Neal (love makes no sense), entre outros. Trabalhou lado a lado com um dos maiores produtores fonográficos da história, Mr. Richard Perry (ex-president Warner Bros) e com Steve Lindsey. No Brasil, gravou e/ou mixou discos como Cidade Negra (sobre todas as forças), Daniela Mercury (música de rua) e Skank (calango), Roberto e Erasmo (Rei - tributo), SongBook de Ary Barros, Jota Quest, Djavan (Malasia). Apos vários discos e tournes com Djavan, no ano 2000, Enrico De Paoli recebeu o Prêmio de Audio “PA 2000” com a tourne “Djavan Ao Vivo” e em 2001 foi premiado pela Academy of the Recording Arts and Sciences com o Grammy Award pelo disco do baixista americano Marcus Miller, por uma gravação que fez com Djavan no album M2 (M Squared), além de ganhar o Grammy pelo álbum “Aria”, de Djavan.

Enrico também trabalhou ao vivo ou em estúdio com nomes como Ana Carolina, Jorge Vercillo, Max Viana, Ed Motta, Gal Costa, Blitz, Marina, Cássia Elller, Frejat, Orlando Morais, Al Jareau, Simone, Alcione, Gabriel Pensador, Titãs, Black Rio, Batacotô, Zero, Bena Lobo, Zizi Possi, Luiza Possi, Dudu Falcão, Big Joe Manfra, Titi Walther. E mixou ao vivo o maior show do planeta : o desfile das Escolas de Samba no Carnaval do Rio de Janeiro.

Desde o ano 2000, Enrico é colunista da maior publicação de áudio e música do Brasil : a revista Audio, Música & Tecnologia.

Há 25 anos treinando engenheiros e produtores presencialmente e online para literalmente milhares de alunos no mundo todo, inclusive tendo levado o Mix Secrets para congressos AES e para o SAE INSTITUTE nos Estados Unidos.

Sandra-X

Sandra-X é cantora, compositora, performer. Realiza instalações sonoras e audiovisuais, faz trilhas sonoras para diferentes linguagens cênicas, e nesses 35 anos de carreira colabora constantemente com a formação vocal e corporal de outros artistas.

Foi co-fundadora e fez parte dos grupos Vésper, A Barca e Axial. A partir de 2014 começou a desenvolver trabalhos artísticos mais pessoais e autorais: as performances audiovisuais Turbulência e p e r e g r i n a , que também são álbuns musicais, e a recente performance/show Aquífera.

Faz parte do Dodecafônico, coletivo multi-linguagens que atua em intervenções,  performances urbanas e produção de audiotours, partindo de procedimentos de deriva, escrita automática e pesquisa corporal, vocal e sonora.

Desde 2016 integra o Projeto Mulheres Possíveis, que atua junto a mulheres em situação de cárcere e também junto a egressas do sistema prisional.

 

Conheça os Mediadores

Andréa Dutra 

Andrea Dutra é carioca, cantora e compositora, professora de voz, produtora, jornalista pela UFF, escritora e cozinheira. Estudou música na Pro-Arte, onde também fez a Formação para professores. Estudou canto com Kaleba Villela, Cristina Passos e Suely Mesquita, e piano com Caio Senna e Délia Fischer. Deu aula de música em escolas e pré-escolas. Tem cinco discos e vários singles solo. Teve música em novela e em playlists editoriais. Traduziu e publicou textos e livros, trabalhou por 12 anos na grande imprensa. Desde 2001, é integrante do grupo Arranco de Varsóvia, com quem tem seis CDS, um DVD e o Prêmio Tim de Melhor Grupo de Samba 2006. Desde 2016 canta na Orquestra Lunar, ao lado de Áurea Martins.  

Andrea canta samba, jazz, soul e MPB, profissionalmente, desde os anos 80. Foi residente da lendária Modern Sound, por cinco anos, e do Triboz jazz, por nove anos, com o Andrea Dutra Quarteto. Cantou Brazilian Jazz no Palácio de Versalhes, no Ano do Brasil na França, e no Midem, em Cannes. Cantou com Tim Maia, Sandra de Sá, Dona Ivone Lara, Alcione, Emilio Santiago, Teresa Cristina, Martinho da Vila, Nelson Sargento, Casuarina, Grupo Semente e Arlindo Cruz e gravou com Mart&39;nália, Marcus Miller e Fátima Guedes. Atualmente, cursa a pós-graduação em Pedagogia Vocal, na FASM, SP.  

Vera Medina

Vera Medina é cantora, multi-instrumentista, sound designer, produtora musical, compositora, professora de canto e produção.

Possui cerca de 100 lançamentos autorais desde 2000 lançados em coletâneas nacionais e internacionais, tais como Buddha Lounge (Europe), Tantra Lounge (Alemanha) , FNAC (França), Transamérica, Loungemasters (França)  e trilhas para marcas como Etna, Natura, Telefonica, , etc. Seu primeiro CD autoral “Resolutions” (Lua Music) foi resultado de uma pesquisa entre as fronteiras do acústico e eletrônico e foi indicado a vários prêmios, tais como Grammy Latino. Com seu álbum participou de festivais e eventos, como Skol Beats, Fnac Lounge.

Em seu estúdio Neomundo, trabalha com vários instrumentos musicais, desde sintetizadores até instrumentos acústicos como clarinete, escrevendo para a revista Backstage desde 2006 sobre sound design, produção, efeitos e afins.

Atualmente, é artista Universal Music e residente do coletivo Loungemasters.org (França) e Ecce (Portugal). Como ex-aluna, é mentora da graduação e pós-graduação da FGV-EAESP e da Berklee College of Music em temas de negócios, produção e music business/entertainment.

Faz mixagens e masterizações para o selo Universal Music / Cri Du Chat Disques, responsável por remixes tais como Ivo Meirelles/Coppini, Fernanda Young/Furyo, Virginie (Banda Metrô)/Habitants. Além da música, atua na área de inovação tecnológica em boutique global premium e projetos sociais de inclusão e diversidade em tecnologia.